Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

18/07/2012

"Tres metros sobre el cielo"

Eu gosto bastante da personalidade do cinema da Espanha. Principalmente em filmes românticos. São poucas as escolas de cinemas que sabem fazer drama com tanta intensidade e sensualidade como os espanhóis. Foi justamente esse motivo que me fez ver "Tres metros sobre el cielo". O filme, que aqui no Brasil recebeu o péssimo nome de "Paixão sem Limites", me surpreendeu. Não esperava me deparar com uma história tão linda e com um produto de tanta qualidade.

Assim como no clássico "Romeu e Julieta", no filme dois jovens de mundos diferentes se apaixonam e precisam brigar contra todos para ficarem juntos. Babi (Maria Valverde) é uma estudante de classe alta com pais bem rígidos. Hugo - ou Hache, "H" em espanhol (Mario Casas) - é um garoto rebelde, que dirige uma moto e que vive se envolvendo em confusões e corridas ilegais. Depois de muito lutar para não se envolver, Babi não resite e acaba se entregando a Hugo e a uma história meiga e envolvente.

Você com certeza já deve estar pensando que conhece essa história e que ela é bem previsível. Sinto muito. Você esta errado. "Tres metros sobre el cielo" é adaptado do livro homônimo do escritor italiano Federico Moccia. E ela até pode ser parecida com milhares que vemos por aí, mas Moccia soube dar um toque especial e deixá-la surpreendente. Não é a toa que esse já é o segundo filme baseado no filme. Também há uma versão italiana.

Antes de falar da boa história, preciso destacar algo que chamou muita a minha atenção no longa: a fotografia. Em algumas cenas, cheguei até a arrepiar. Sei da importância da fotografia para uma boa produção, mas este filme mostrou que ela é essencial. Bons cenários, boas cores e luzes corretas podem transformar uma cena simples em algo espetacular. Eu assisti ao filme na minha casa, mas adoraria ter tido o prazer de ver essas cenas na tela de um cinema. Os detalhes, como as cores do céu, os contrates das cores e até o tom da pele dos personagens, ficariam ainda mais belos em uma tela maior.




Além da fotografia, a trilha sonora também ajudou a criar um filme agradável de se assistir. As músicas, em sua maioria, são espanholas, com batidas adequadas ao ritmo do filme. Alguns cantores se destacam com mais de uma música, como Cecilia Krull, Anni B. Sweet, Dorian e Johny Price. 

Mas é realmente a história e a atuação do casal protagonista que me conquistou por completo. O romance poderia ser algo comum, mas que tomou rumos inesperados e emocionantes. Mesmo com alguns momentos previsíveis, 
"Tres metros sobre el cielo" não deixa a desejar. A história bem conduzida pelo diretor Fernando González Molina rendeu ao escritor Ramón Salazar o prêmio de melhor roteiro adaptado no Goya (importante prêmio do cinema espanhol).

Maria Valverde e Mario Casas também ajudaram a Salazar conquistar este prêmio. A química entre os dois atores é perfeita. Nem Valverde e nem Casas são conhecidos no cinema mundial, mas demonstraram uma atuação de excelente qualidade. Valverde encontrou o ponto exato para viver Babi: soube dar vida a inocência da garota e também se adaptou facilmente a fase em que Babi passa a brigar com tudo e todos para viver a sua história de amor com Hache. Ela, que tem 25 anos e uma carinha de 15, já atuou em um longa americano. "Cracks", de 2009, ao lado de Eva Green (de "007 - Cassino Royale") e Juno Temple (de "Desejo e Reparação"). Valverde também já ganhou um Goya, como atriz revelação por sua atuação em "La flaqueza del bolchevique", de 2003. 



Casas tem menos experiência, mas não decepciona em momento algum. Sua cara de "bad boy" de natureza foi muito útil para seu personagem. Mas Hache não é um garoto mau. E Casas conseguiu passar isso para o público por meio de olhares carinhosos e sorriso sinceros. Além do cuidado que ele tem com Babi e com seu grande amigo Pollo (Álvaro Cervantes). Além da boa atuação, Casas também tem a seu favor uma beleza física latina, que ajuda nas cenas mais quentes.

Cenas quentes, aliás, não faltam. E não estou falando de sexo, isso quase nem tem no filme. Mas cenas típicas do cinema latino, como uma troca de olhar que te faz arrepiar ou um beijo de tirar o fôlego do telespectador. Essa sensualidade, por exemplo, é o que falta nos filmes da série "Crepúsculo". Eu gosto da história, dos livros e dos filmes sobre Edward e Bella. Mas falta aos dois essa representação mais física do desejo que os personagens dizem ter um pelo outro. Algo mais visível, que é o que tem de sobra entre Hache e Babi. O filme ainda conta com todo o charme de Barcelona, na Espanha.




"Tres metros sobre el cielo" parece ter agradado ao público, tanto que rendeu uma continuação. A segunda - e última - parte da história de Hache e Babi estreou em junho na Espanha e foi comprada pela Warner Bros., mas não estreou aqui nos cinemas brasileiros. "Tengos Ganas de Ti" (ou "Sou Louco por Você") também é adaptado de um livro de Federico Moccia e é surpreendente. Ambos os filmes já estão disponíveis em DVD no Brasil. 

15 comentários:

Anônimo disse...

Nossa o que você descreveu sobre o filme foi tudo o que eu vi e entendi,maravilhoso uma historia linda que não deixa a desejar,gosto da serie crepusculo mais esse filme nem se compara !Jéssyca Saldanha

Mayara Munhoz disse...

Olá, Jéssyca Saldanha. Obrigada pelo comentário. Que bom que gostou! Se tiver alguma sugestão, só mandar para nós.
Beijos!

Taynara Vogler disse...

Otimo, o melhor filme que já assisti ou melhor romance, agora vamos esperar pelo "Sou Louco Por Você" a continuação, se souber do lançamento traduzido pro Brasil me avise. https://www.facebook.com/acimadoceu bjos ;*

Ellen Elano disse...

olhar eu goatei muito desse filme e da segunda parte tanbem so que eu quero que tenha o 3 pra bab e h ficarem juntos!vc pode me dizer se vai ter a 3 parte?pofavor me responda

Cinestrela disse...

Ellen Elano, ainda não encontrei nenhuma informação sobre a terceira parte. Mas já ouvi boatos. Quando souber de algo, aviso pelo Facebook e Twitter. Fique ligada ;)

Bjs e obrigada por comentar.

Anônimo disse...

Nossa, como você colocou muito bem, tem cenas com olhares e beijos que fazem arrepiar, nem é preciso ter cenas de sexo para isso! Eu amei o filme, o 2 nem tanto, mas ficaria feliz mesmo se fosse confirmada a terceira parte e que eles ficassem juntos, Babi e H. Parabéns ficou ótimo o post!

Jéssica Araujo disse...

Adorei o primeiro, mas o 2 é horrivel..ele não fica com ninguem! é msm o ultimo?

Anônimo disse...

É um filme maravilhoso não ficou faltando nada tudo foi perfeito, quem não gostaria de viver um amor assim, eu ja sou casada mas me faz lembra do momento que existi o primeiro amor, quando o desejo,os olhares a espera, ansiedade nos deixa louco nos faz fazer qualquer coisa p/ está perto da pessoa que agente ama é muito gostoso reviver tudo isso nesse filme não tem como não se apaixonar por esse filme ele é muito real, vc acaba vivendo um pouco dele, sem fala no Mario Casas que é de tirar o folego de qualquer uma garota pra me foi perfeito meu segundo melhor filme depois de "Diário de uma paixão"

Morgana disse...

Eu amei esse filme mexeu muito com meus pensamentos eu fiquei com esse filme no cabeça mais de 3 dias e quando lembrava das senas eu me emocionava eu ficava triste ,Por que se fosse comigo no lugar de Babi nunca desistia de H .Mesmo sabendo da morte do amigo.Mais o 2 filme eu fiquei muito nervosa e triste porque babi é em primeiro lugar .

Anônimo disse...

adorei
perfeito
bjsss

Herika disse...

Adorei!gostaria muito assistir a continuacao.so nao gostei de um detalhe:cade os capacetes?

Flavia Dias disse...

Amei paixão sem limites! Uma história linda, pura, onde vemos que era um amor verdadeiro. O segundo sou louco por voce fiquei chateada, a Gin. Ter entrado na história dos dois não tinha nada ver, não era amor era química, acho que ele deveria ter ficado com a baby, e estou ansiosa para que realmente tenha o 3, e que os dois fique juntos, esse história merece esse final! Sou brasileira e estou contagiada pelo Mário casas e ele e um ótimo ator, além de lindo. Espero que ele venha ao Brasil, que com certeza vai conquistar muitas pessoas com seu talento brilhante!!

Maria Maria Macedo disse...

Só eu acho que o cara é um delinquente com seriíssimos problemas de controle de raiva? Difícil gostar de uma história de amor assim.

Manoel Patricio disse...

Eu realmente gostei muito, essa história mexeu muito com a minha cabeça, com meus pensamentos, faz dias que não paro de pensar nisso. Mas pra ser sincero, essa é uma das histórias mais tristes que já vi. Nem mesmo " Um amor pra recordar" onde a menina morre, é tão triste! Porque eles se amavam tanto, depois de tanto amor terem se separado de tal jeito, ela desistiu dele, e ele também demorou pra procurar ela e no fim, nem ficaram juntos nem mesmo na parte 2. Eu fiquei decepcionado e sei que a grande maioria das pessoas que se apaixonaram pelo casal Babi e H também ficaram!

Dimilson Magron Medeotto disse...

Gosto de filmes de Romance este não se compara linda história, em vários momentos compro meu relacionamento com o de Babi e H, mas fico triste ao pensar que tudo poderá ter um fim, principalmente se for desta forma porque em um relacionamento sempre alguém vai chorar, peço a Deus para todos os Dias para que nós Dê sabedoria e nos guie pelos caminhos mais certos. alguém tem ideia de quando será o 3º e qual nome ?